novembro 11, 2009

Poema para K. (um menino de 2 anos): Eu posso ser



Eu posso ser quem quiser ser
Sem deixar de ser eu.
Posso falar todas as línguas
Sem saber nenhuma.
Posso olhar o mundo
E vê-lo de todas a cores.
Posso ver dinossauros a caminhar
No muro do meu quintal.
Posso olhar o sol
E vê-lo sorrir
Só para mim.


Eu posso tudo
Porque tudo o que vejo
Se torna meu.
E o mundo, e as pessoas
Giram todos há minha roda
Obedecendo aos meus desejos:
- Sorrisos, lágrimas e bocejos.

É que apesar de pequenino
Eu vejo o mundo
De dentro do meu ser
E sou apenas o que sou
Como o Sol
Que é estrela
Porque não tem
Mais nada que ser.


(Dedicado ao Kevin, criança de 2 anos de quem fui babysitter).

Sem comentários:

Enviar um comentário